Quanto tempo demora para ganhar massa muscular

A procura por um corpo definido e livre de gordura é uma demanda universal de homens e mulheres de todas as idades, cujo cuidado com a saúde e a estética leva a que sua preocupação se centre em quanto tempo demora para ganhar massa muscular. Se você também tem o objetivo de conseguir uma silhueta sequinha, confira o artigo abaixo com todas as dicas úteis para saber quanto tempo demora para ganhar massa muscular!

Afinal, quanto tempo demora para ganhar massa muscular?


Dependendo do biotipo, genética, hábitos de vida e exercícios praticados, é possível afirmar que um indivíduo demora, em média, 06 meses para ganhar massa muscular. No entanto, ao longo do tempo é possível verificar algumas mudanças significativas ao nível do corpo após o início da prática de atividade física regular, a saber:

  • 1º e 2º meses: período de adaptação do corpo à atividade, em que o indivíduo sente mais dores e durante o qual o desenvolve sua força, resistência e flexibilidade;
  • 3º mês: verifica-se uma maior queima da gordura acumulada e, apesar de não se registrar ganhos musculares significativos, a flacidez diminui consideravelmente e o processo de emagrecimento fica facilitado por conta do aumento da atividade metabólica;
  • 4º e 5º meses: registra-se uma diminuição significativa da gordura e uma maior liberação de endorfinas no organismo, melhorando a condição física do indivíduo e o seu bem estar.

É importante atentar também que tríceps, parte interna das coxas e panturrilhas são os grupos musculares que mais tempo demoram a desenvolver-se em relação às restantes partes do corpo sujeitas à prática de exercício físico.

Conheça os cuidados a ter para ganhar massa muscular

Independentemente de quanto tempo demora para ganhar massa muscular, existem cuidados a ter para que o desenvolvimento dos músculos se realize em condições de total segurança para o indivíduo:

  • Praticar uma alimentação equilibrada, com ingestão de alimentos frescos e com elevado teor de proteínas em todas as refeições;
  • Tomar suplementos proteicos – é imprescindível que este recurso seja validado por um profissional de saúde, de maneira a aferir potenciais contra-indicações tendo em conta as características do indivíduo em causa;
  • Dormir pelo menos 08 horas por noite (é durante o período de repouso que o organismo se recupera do desgaste provocado pelos treinos, regenera os tecidos e procede à consolidação do tecido muscular);
  • Respeitar a rotina de treinos implementada pelo(s) especialista(s) de educação física, nomeadamente no que diz respeito ao tempo e frequência de prática, tipo de exercício, cargas e período de repouso.